Campanha Toyota Auris: Blog Marketing!

4 06 2007

Auris Blog

A Toyota saiu na frente e vai servir de exemplo para outras empresas que desejarem fazer campanhas utilizando-se de mídias promissoras para o futuro, como blogs e podcasts.

A campanha criada para o lançamento do novo carro da montadora, o Auris, foi desenvolvida pela OgilvyOne de Atenas (Grécia) e seu objetivo era promover o design interior do carro e o sentimento dos motoristas ao sentarem em seu moderno “cockpit”. A campanha tinha que necessariamente aproximar o consumidor da marca para gerar recall e pedidos de test-drive.

A OgilvyOne resolveu pensar de maneira “Web 2.0” para encontrar uma forma dos consumidores fazerem a maior parte da divulgação e da promoção. Para isso, alguns blogueiros gregos foram convidados a testar o Auris por uma semana, desde que aceitassem postar o que tinham achado do carro em seus respectivos blogs. Os posts também seriam coletados para um blog central da campanha, o www.aurisblog.gr. Ao mesmo tempo, uma campanha on-line, feita através de banners, convidava o público em geral a fazer um test-drive. Ao fazer o test-drive a pessoa concorreria automaticamente a um final de semana em um hotel 4 estrelas, tendo o Auris a sua disposição.

A campanha através dos blogs durou 10 semanas. 85 blogueiros pediram para testar o modelo, dos quais 15 deles, após um cuidadoso processo de seleção, tiveram efetivamente o carro à sua disposição por uma semana. 55 posts diferentes foram escritos no blog oficial, a maioria com fotos e vídeos, que foram feitos com câmeras digitais dadas de presente aos blogueiros para que eles produzissem o conteúdo multimídia. Foram totalizados 175 comentários em respostas aos posts.

O blog oficial teve mais de 52.000 visitas, 41.000 de visitantes únicos, e a campanha através de banners obteve um retorno geral de 4,75%, número acima da média para esse tipo de mídia. Agora o mais importante, 2000 pedidos de test-drive foram registrados, totalizando 50% do total de pedidos de todos os canais utilizados (telefone, ações em lojas, eventos e promoções).

Sem dúvida foi uma iniciativa inovadora e bastante arrojada por parte da Toyota. Adoraria ver algo nesse estilo aqui no Brasil, quem sabe talvez ampliando a campanha através de mensagens SMS, games, podcasts, quiz, e-mails, etc. Será que alguém arriscaria?

O fato é que o retorno de uma campanha desse tipo vai muito além dos números de visitantes coletados através do site ou dos clicks em banners. Parabéns à Toyota!

Sites:
Toyota Grega
Auris Website

Toyota Auris
Foto: Divulgação

Via: Panos.gr





Rolex: O Mito!

30 05 2007

Rolex Logo

Ainda falando sobre marcas de luxo e como elas são trabalhadas para seu público restrito e sofisticado, chegamos ao Rolex, um verdadeiro mito.

Pense no melhor carro do mundo. Quantas marcas vêm à sua cabeça? E no melhor champagne do mundo? E na melhor grife de roupas do mundo? Com certeza você pensou em mais de um nome simultaneamente. Agora se você pensar no melhor relógio do mundo, muito provavelmente só lembrará de um nome. Sim, Rolex!
Alguns podem dizer que uma Ferrari é o melhor carro do mundo, outros que o Porsche faz esse papel ou ainda que um Masserati desbanca os dois anteriores, mas por mais que existam excelentes relógios, quando se fala no melhor, se fala em Rolex.

Há décadas ele é sinônimo de qualidade, elegância e acima de tudo status. Sua qualidade é indiscutível, mas só isso não é capaz de criar um mito. Sua imagem e prestígio também são resultados de um primoroso trabalho de comunicação e marketing. Mas como se cria um mito? Um mito é o feliz casamento de um produto fantástico com a construção de uma imagem também fantástica.

Você algum dia já ouviu alguém dizer que um Rolex falhou? Pois é, um Rolex nunca falha. Verdade? Talvez sim, talvez não, o fato é que ele é conhecido por nunca falhar. Você também nunca deve ter visto alguém desmerecendo um Rolex, afinal se trata de um objeto especial, muito especial.
Esse tipo de “fama” é um dos principais patrimônios da marca e, de certa maneira, podemos dizer que toda a estrutura de comunicação se baseia nesses pilares.

Rolex Site Screenshot

É muito difícil encontrar anúncios Rolex atuais em mídia impressa. O mais comum são vídeos que transmitam os valores da marca, um tipo de mídia mais elaborado e que consegue transmitir mais emoção.

Sua comunicação é baseada em patrocínios de eventos esportivos, associação com artes clássicas e reconhecimento de pessoas apaixonadas por aventura, mas apesar dessa estrutura aparentemente simples existe algo mais complexo por trás.

Os patrocínios esportivos são apenas para aqueles esportes clássicos, em 90% das vezes praticados individualmente, que exijam precisão e concentração, que tenham um forte relacionamento com a imagem da marca e do produto e que sejam conhecidos pelo extremo prestígio social, ou seja, são esportes como tênis, hipismo, golf, etc.
Os profissionais patrocinados são sempre os melhores do mundo em seus respectivos segmentos. O mesmo acontece com as artes clássicas, como teatro e concertos de piano e também com pessoas apaixonadas por aventura, como é o caso do homem que quebrou a barreira do som pela primeira vez (sim, ele usava um Rolex).

Com tudo isso a Rolex consegue fortalecer suas principais características, que podem ser traduzidas em palavras como: qualidade, precisão, elegância, status, prestígio, confiança, estilo, habilidade, realização, reconhecimento, etc.

Os comerciais abaixo representam como esse tipo de marca se comunica. Eles não possuem grandes efeitos especiais, mas a música, as imagens e os momentos mostrados são a mais pura essência do que o consumidor de um Rolex aprecia. Não é à toa que sua assinatura é “A Crown For Every Achievement”, que em português significa “Uma Coroa Para Cada Realização”.

Não deixe de visitar o site da Rolex, que também é muito bem feito e transmite os conceitos da marca de forma memorável. Aproveitem!








Porsche: Filme Deve Ser Assim!

29 05 2007

Este filme é fantástico. Um pouco antigo na verdade, mas ainda serve muito bem para mostrar como uma grande marca (de luxo) se comporta quando precisa trabalhar sua imagem.

Segundo pesquisa das consultorias GfK Indicator e MCF, 83% dos executivos das empresas que possuem marcas de luxo, dizem que o fortalecimento da marca é a principal preocupação. Ou seja, não precisam criar imagem de marca, precisam apenas mantê-la intacta e sempre em sintonia com o conceito do produto, que nesse caso, gira em torno do desejo, do luxo, do status, do poder, da exclusividade, etc. Este filme mostra de forma brilhante como isso deve ser feito.

O comercial não precisa de explicação, mas para quem não entende inglês, basta dizer que no final o garoto agradece o vendedor e diz que o verá em aproximadamente 20 anos.
O filme termina com o locutor dizendo que existe uma coisa engraçada sobre um Porsche; o momento que você sabe que deseja um e o momento que você compra um pela primeira vez. E para os verdadeiramente aflitos, existe uma ou duas décadas entre um momento e outro.
Ainda diz que desde os primeiros dias nas ruas, há mais de 40 anos atrás, o modelo 911 consegue despertar a paixão nos motoristas que só um Porsche consegue despertar, e que mais uma vez ele está redefinindo o que é possível.

Existe melhor maneira de representar o fascínio que uma marca exerce nas pessoas do que mostrar um garotinho que sabe que esperará 20 anos para possuir o produto tão sonhado? Um Porsche é assim, tem gente que vive para ter um, tem gente que morre querendo um. Confira:





Lojas Colombo e Casas Bahia: Qualquer Semelhança é Mera Coincidência!

25 05 2007

A rede Lojas Colombo, 5º maior rede de eletrodomésticos e móveis do Brasil, lança nesse domingo (27/05), sua nova campanha para apresentar uma forma de vendas que ela própria diz ser inovadora.

Ao contrário de seu concorrente, a Casas Bahia, que ficou popular pelo bordão “Quer pagar quanto?”, a Lojas Colombo resolveu apostar no: “Quer pagar quanto, como, quando, de que forma e por qual produto?”. Essa é a idéia da campanha “Monte Sua Oferta”, que tem como objetivo facilitar a vida do consumidor, que a partir de agora poderá escolher qual a melhor forma de comprar, de acordo com suas necessidades. Em outras palavras, algo como “Monte seu Combo”.

A campanha contará com o garoto-propaganda Fabiano Augusto, que ficou bastante conhecido do público nos comerciais da concorrente Casas Bahia, mas Alan Barros, ex-executivo de marketing também da Casas Bahia e sócio-proprietário da agência FALA!, responsável pela nova campanha, disse que não haverá riscos do público confundir as duas empresas, pois dessa vez a apresentação do garoto-propaganda será diferente e inovadora.

O investimento na ação será da ordem de R$ 5,5 milhões, mas a veiculação será apenas no interior do estado de São Paulo. Fora os comerciais, também contará com anúncio em jornal, tablóides e material de ponto-de-venda. Além de abrir mais 20 lojas, em 2007 a rede espera crescer 10% e também entrar na cidade São Paulo.

Apesar da Casas Bahia ser a maior anunciante do país e líder absoluta no segmento varejista, gostaria de saber o que o pessoal de lá está achando de seu ex-executivo de marketing comandar a campanha de um concorrente e levar junto seu ex-garoto-propaganda. Isso me lembra muito o caso da cerveja Nova Schin com Zeca Pagodinho, ex-garoto-propaganda da Brahma. A Nova Schin pensou que ia se dar bem, mas no final das contas, Zeca voltou para a Brahma e deixou a Nova Schin de mãos abanando. Tudo isso só serviu para ampliar a popularidade da Brahma.

Talvez exista ai uma boa oportunidade para o contra-ataque da Casas Bahia, coisa pouco provável já que ela é líder de mercado, e líderes de mercado não precisam dar respostas, pois estar no topo já é uma excelente resposta. Vamos aguardar.

Anúncio - Lojas Colombo Foto - Fabiano Augusto
Anúncio Lojas Colombo                              Garoto-propaganda Fabiano Augusto





Adidas: Novos Comerciais “Predator vs F50”

22 05 2007

Predator vs F50”, sem dúvida é a grande campanha mundial da Adidas em 2007. Iniciada no começo do ano, ela mostra os principais jogadores patrocinados pela marca em todo o mundo, divididos em dois times, o “Predator F.C.” e o “F50 Club de Fútbol”. O objetivo é divulgar os novos modelos de chuteiras Adidas, e cada equipe representa um desses modelos.

O “Predator F.C.”, representado pelos jogadores Kaká, David Beckham, Michael Ballack e Juan Roman Riquelme, é o time daqueles que possuem espírito de equipe, determinação e precisão, já o “F50 Club de Fútbol”, conta com os jogadores Lukas Podolski, Arjen Robben, Lionel Messi e Fred, e é o time dos que aliam talento, exibicionismo e velocidade.

A agência holandesa 180 Amsterdam conseguiu criar uma campanha onde a rivalidade no futebol, que gera tantos problemas no Brasil e no mundo, é mostrada de forma saudável e bem humorada, reforçando o conceito “Impossible is Nothing”. Jogadores famosos (e rivais), aparecem em divertidas situações com o único intuito de vencer a “pouco séria” disputa “Predator vs F50”. No final, todos acabam ganhando por espalhar a mensagem de paz e competitividade amigável no futebol.

A campanha ainda estimula adolescentes de 15 a 17 anos a participar de uma maratona de futebol denominada “Desafio Predator vs F50”. Os melhores irão para a Espanha em Junho e jogarão com seus ídolos do futebol profissional para decidir a “Grande Final”.

No Brasil, infelizmente, não haverá veiculação de comercias para a TV, mas o Thinkad# está aqui pra isso e mostra abaixo os novos vídeos da campanha.

Visite o site www.adidas.com.br para mais informações.












Nissan Sentra: Viral de Tiozão? Bingo!

21 05 2007

Poucas vezes se viu tanto burburinho em volta de uma campanha publicitária como dessa vez. A campanha criada pela TBWA/BR para a Nissan, divulgando o novo modelo Sentra 2008, deu o que falar. Tudo porque rádios, mídia impressa, blogs, comunidades como Orkut e MySpace, dentre outros meios, começaram a divulgar a volta de uma suposta banda de sucesso dos anos 70, a The Uncles, dessa vez com um novo hit, intitulado “Será que é pra mim?”.

Não demorou muito e curiosos foram tentar decifrar que banda era aquela que nunca tinham ouvido falar e que, de repente, tinha simplesmente “voltado do nada”.
Pesquisas no Google, no Orkut e em diversos blogs foram feitas, mas sem muito sucesso, afinal o material sobre a banda era muito escasso e tudo o que existia a respeito era uma entrevista com a banda no YouTube, um website oficial (www.theuncles.com.br), algumas comunidades no Orkut, uma biografia no Wikipedia e até um fã-clube, tudo muito estranho e cheio de mistério por sinal.
Um fato curioso são os nomes dos integrantes da banda: João, Paulo, Jorge e Bingo, uma referência bastante clara aos The Beatles: John, Paul, George e Ringo.
Logo começou a se desconfiar de alguma “armação” publicitária para o lançamento de algum produto. Blogs chegaram a anunciar que se tratava de uma campanha do Viagra, pois os “tiozões” e a letra da música, que falava de “acelerar o coração”, tinham tudo a ver com a pílula azul.
Devo confessar que a música é daquelas que ficam na cabeça e após ouvi-la no rádio, também fui tomado pela curiosidade.
Mas tudo foi devidamente explicado alguns dias depois, quando a campanha foi ao ar na televisão, mostrando a banda, juntamente com o carro, ao som do hit “Será que é pra mim?”.

Temos aqui um belo exemplo de marketing viral, apesar de ter lido em alguns blogs, discussões acaloradas de que não se tratava de viral e sim de teaser. E quem foi que disse que uma coisa exclui a outra? Sim, foi feito um belo teaser para a campanha e sim, a campanha também foi criada para ser viral. Comunidades foram criadas, notícias foram divulgadas e rádios tocavam a música, tudo para criar o clima e espalhar a notícia, não só na internet, mas também com amigos na mesa do bar e em reuniões informais, enfim todo mundo falava da tal banda e da tal campanha. Tudo isso foi pensado e inclusive pago, para que realmente fosse caracterizado o conceito de viral. Infelizmente alguns sites noticiaram os fatos como sendo reais, mas fica difícil descobrir quem foram as vítimas e quem foram os “comparsas” nessa bem bolada campanha.

Agora resta saber se isso vai ser refletido em vendas. A Nissan espera esquentar a briga entre os sedãs, já que nos últimos 3 anos suas vendas beiraram o ridículo se comparadas às de seus concorrentes Toyota Corolla e Honda Civic. Pessoalmente tenho minhas dúvidas de que isso aconteça a curto prazo, afinal os concorrentes tem uma sólida história no Brasil e são conhecidos por serem “carros que não quebram”, coisa que a Nissan, mesmo sendo japonesa, vai ter que “tatuar” na mente do brasileiro se quiser realmente ser competitiva. Por enquanto, parece que a própria Nissan tem estimativas mais modestas e pretende primeiro, ganhar o espaço de carros como Renault Mégane (também concorrente), para só depois partir para brigas maiores. Mas sem dúvida um belo primeiro passo já foi dado. Parabéns a Nissan e a TBWA/BR!

The Uncles
Material “divulgando” a banda


Suposto clip da música “Será que é pra mim?”


Suposta entrevista no YouTube


Filme do novo Nissan Sentra 2008